11 de fevereiro de 2008

Tranquilidade

Ao contrário do que o título possa sugerir, este post não está relacionado com o Paulo Bento.

Quando? Sábado, à tarde
Onde? Avenida dos Aliados, Porto

Sentei-me um pouco nos bancos nos Aliados, enquanto esperava que a H. me viesse buscar. Phones, musiquinha do mp3, livro "A Regra de Quatro"... meio a ler, meio a observar tudo o que me rodeava. Gosto de observar as pessoas que passam, os seus jeitos e trejeitos. A dada altura, quando estava realmente a ler, levantei os olhos por instantes, e reparo que um jovem passa e olha-me profundamente. Faz-me uma careta. Ri-me. Ele também. Ele seguiu o seu caminho e eu continuei a ler.

Depois desta situação e quando o tal rapaz já ia longe, parei e pensei na traquilidade daquele sorriso. Na confiança dele. Na certeza daquele rapaz em como me faria sorrir. A tarde estava lindíssima. Na Avenida movimentada, ninguém deu importância à troca de sorrisos entre duas pessoas. Naquela Avenida movimentada, a vida continuou, normalmente, mas eu senti-me diferente: um bocadinho mais feliz.

Lembram-se do post em que falei da importância que temos de dar aos pequenos momentos? Este foi mais um...

10 estrelinhas:

Nuno disse...

Como se fosse possível olhar para ti e não sorrir...

Beijo,
Nuno.

Cristina disse...

Nuno... deixas-me sem jeito! :)

Beijinho

SunGod disse...

na volta viras tripeira, esposa de um homem do norte carago... livra!

Manuel disse...

Estou ... sem palavras! Eu próprio também dei a minha voltinha pelos Aliados na tarde de Sábado. Mas não fui eu o jovem sorridente.

Mas a partir de agora vou estar atento a alguém com um livro, observadora e sorridente.
Podes ser tu!

Beijo

Cristina disse...

Sungod... quem sabe?! :)

Manuel... estiveste lá? Se calhar, vimo-nos e não nos reconhecemos!

Beijooooosssss

Sadeek disse...

Hello ragazza!!!

Tanto tempo para começares a realmente "viver"?!?! ;)

São estes os momentos, ó minha amiga, que nos fazem gostar de cá andar... :P

BEIJÃO

Cristina disse...

Sadeek, ando mais atenta... apenas isso! São estes momentos, sem dúvida! Não trocámos uma palavra - só um sorriso! E senti-me tão bem! Nenhum de nós estava a tentar engatar o outro. Foi um momento giro! :)

Sadeek disse...

Cristina...e fazes bem!!!
É tão giro estas coisas, não?! Estes "piece of moments"... ;)

Ahhhhh, e ainda bem que descobriste que sempre que um gajo pisca o olho não quer dizer que anda no engate (e o meu então que não pára quieto - sou pior que a Ruth Marlene e o seu "pisca-pisca") senão ficava muito mal visto por aí... ;)

BEIJO

Vasco Quadros disse...

Bemvinda ao Porto minha querida...
Beijos. Vasco Quadros

Cristina disse...

Sadeek, não pudemos ver o mal, onde ele não existe! ;)

Vasquinho, obrigada!! :)

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger