18 de maio de 2009

Spaces

Ultimamente, tenho-me visto confrontada com a palavra "espaço". Porque sinto que há pessoas que precisam de "espaço", porque eu própria preciso do meu "espaço", porque até os meus objectos têm ocupado "espaço" no pouco "espaço" que tenho...

Estou em frente ao computador a debitar este texto, no fim de ter olhado 50 vezes para o meu quarto. Preciso de caixas para arrumar a centena de livros que se começam a amontoar. Preciso de arranjar "espaço" para me conseguir movimentar no quarto que é o único "espaço" que considero, efectivamente, meu nesta casa. 

E quando o "espaço" se aplica a pessoas torna-se dramático. Há pessoas que pedem "espaço" umas às outras, exigem que não ocupemos o seu "espaço"... e, na maior parte das vezes, a noção que temos do "espaço" alheio é diminuta. E piora quando queremos diminuir os "espaços" que nos dividem dos outros, e não sabemos como. 

4 estrelinhas:

sessaoexperimental disse...

o que não falta no texto é espaços ehehhehe... ;)

bjinhos :D

Cristina disse...

Calvin, babe, são espaços na escrita para colmatar os espaços na vida real ;)

Dreamer disse...

Percebo esse problema do espaço!!Adquiri há muito pouco tempo o eu espaço e antes via-me muitas vezes confrontada com essa quastão. Chega a uma altura em que precisamos do nosso espaço e o único cantinho em que sentimos que estamos bem é o nosso espacinho em casa dos pais que começa a ser pequenino demais para as lembranças de uma vida (ainda que não muito longa ainda!).

Cristina disse...

Dreamer, longa o suficiente para sabermos o que queremos ou não mudar. A minha casa, de momento, é o meu quarto, a sala e o corredor que os separa. E se pudesse ter esses dois espaço num só... era perfeito :)

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger