21 de dezembro de 2008

"Porque eu só quero estar. Aonde não estou"

Hoje, sinto-me assim... que só estou bem, onde não estou. Cheguei a casa às 22h00. Um dia enorme de trabalho, num domingo de sol. Quando devia estar numa esplanada com ele a fazer-me rir, estava numa cidade que não era a minha, a aturar não-sei-quantos Pais Natal de moto. 

Quando deveria chegar a casa, e tê-lo lá à minha espera com aquele olhar que me desarma, tinha, à minha espera, os meus pais. Adoro-os, mas foram um fraco consolo.

Um banho de água quente, misturado com rios de lágrimas, foi a solução. Chorei como há muito não chorava. Porque estou cansada. 
Porque ele não estava à minha espera. 
Porque tinha o quarto frio. 
Porque tive um dia esgotante. 
Porque queria um abraço. Forte!

14 estrelinhas:

Abobrinha disse...

Linda

Não vale o mesmo, mas levas um abracinho forte meu. OK, é virtual, mas é de boa vontade.

E os pais natal... ... ai, as ideias que me deste! Vai ao meu tasco e vê o presente do meu noivo!

Cor do Sol disse...

Um grande beijinho. E Às vezes faz bem chorar muito...para depois recomeçarmos a viver.

Bacardi disse...

Há quem diga que não se deve chorar. Eu acho que se deve chorar, e quanto mais melhor. E tudo de uma só vez. Depois é levantar a cabeça e seguir em frente. Melhores dias virão. E se não vierem, há sempre jogos de homicidio de pais natais na internet para animar um pouco o dia ;) Ou então vires até ao teu blog e veres que o pessoal daqui está contigo, e que não te quer ver triste.

Abobrinha disse...

TRISTE? TRISTE??

Não podemos deixar a Cristina triste!!! MOCHE À CRISTINAAAAAAAAAAAAA!!

OK, podes ter ficado triste na mesma, mas ao menos ficaste com menos tempo para pensar nisso!

Cristina disse...

Abobrinha, obrigada... mesmo virtual, mesmo à distância... sabe bem!

Cor, acho que já me tinha esquecido do que é chorar... e do bem que sabe aliviar a alma.

Bacardi, vocês todos têm cá uma paciência para aturar as minhas neuras que é obra...

Beijos

Cristina disse...

Abobrinha, se vocês todos não forem muito pesados... sou gaja para aguentar o moche.

Beijito

Speeder_76 disse...

Eu compreendemos-te, e também mando-te um abraço (virtual), que tu precisas. E sei perfeitamente que os nossos pais não são um grande consolo, e que desejas mais.

Mas enquanto esse "desejado mais" não chega, tens os amigos.

Cristina disse...

Speeder, queria só não me sentir tão... sei lá como!

sms disse...

:(

Olha mas cm ando assim...tb n te posso valer de mt...nem nas palavras...

NI disse...

Quando dizes que não te sentes "sei lá como", já sei como te sentes :-)

Minha querida, já choraste portanto, alma renovada e caminha para a frente.

Ao lado, virtualmente falando, estão estes estarolas a dar-te o braço e o ombro.

Imagina-te como sendo aquela músia do Feiticeiro do Oz.

Beijos

Manuel disse...

"Porque até aqui eu só estouuuuuu beeem aonde não estou
Porque eu só quero iiiiiir e onde não vou"

:P

♥ Pedaços de Cor♥ disse...

Olá =)

Obrigado pela tua visita querida =)

beijihno grande
cat**

SinemaS disse...

Acho que já somos dois...

Djinn disse...

Minha querida amiga, o que sentes é...saudade!!
Compreendo a tua tristeza súbita e a vontade de chorar...no entanto pensa que o aperto que sentes no coração, é algo paradoxalmente muito bom :):)
Chora...por fora mas deixa a tua alma sorrir...

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger