22 de março de 2009

It is written!

Fui ver, hoje, o oscarizado 'Slumdog Millionaire'. E, na minha humilde opinião, mereceu as estatuetas. Uma história crua e cruel, verdadeira e apaixonante. 

Ficamos a tremer para que o Jamal dê as respostas correctas, embora saibamos de antemão que ele está predestinado a ser um vencedor.

Ficamos em pulgas para saber quando é que a Latika se liberta e corre para os seus braços até ao "Beija-me" quase no final... 

É o poder do destino filmado e reproduzido nas salas de cinema... gostei, embora a última cena 'Bollywood style' não se enquadre com nada. É a Índia ao mais alto nível. Continue, senhor Boyle, continue!

Esclarecendo o porquê de não ter gostado da última cena: Os protagonistas beijam-se e... ah e tal... é o fim do filme. A assistência começa a levantar-se da sala, mas... eis que começa a dança típica de filmes indianos. 
A música é gira, os protagonistas dançam, há festa e cor... tudo 5 estrelas. Mas, depois do filme ter acabado. É uma cena espectacular, mas se se limitasse a ser extra do DVD, era ainda melhor, na minha opinião. 

10 estrelinhas:

sessaoexperimental disse...

grande critica...fiquei com vontade de ver...eheheh :)

bjinho :)

Cristina disse...

Calvin, fazes bem, babe... merece bem o dinheiro que se gasta na bilheteira :)

Pedro Soares Lourenço disse...

Vi o filme como um enorme mosaico, dai a cena final (que gostei...), uma especie de homenagem a bollywood. No mais é um hino ao amor; puro e verdadeiro. Há poucos filmes assim ;)

Cristina disse...

Pedro, a minha melhor amiga que estava comigo também gostou da cena final.

Gostei da música, muito engraçada, e sim, concordo, é uma verdadeira homenagem a Bollywood. Mas não acrescenta nada ao filme... é uma óptima cena para DVD. Nos cinemas, era escusada.

Como disse, é só a minha modesta opinião. Vale o que vale.

Cumprimentos :)

Cristina disse...

Pedro, mas adorei o filme. De 0 a 10, dou-lhe um 9 a roçar o 10 (não fosse a cena da dança...)

Está muito bem feito. Os diálogos são perfeitos. O retrato da Índia, e das suas mais que conhecidas desigualdades, está fantástico. Entra, de certeza, na lista dos grandes filmes.

:)

Abobrinha disse...

Cristina

Discordo de ti em relação à cena final: põe o filme em contexto porque chama a atenção para a impossibilidade/absurdo de todo o filme. Não é como a cena final do Titanic, que é um disparate (duuuuh, o tipo depois de morrer vai dançar com a gaja? I think not!).

A cena final é excelente porque na vida real as Latika não são libertadas e os rafeiros continuam rafeiros até ao fim e não ganham o "quem quer ser milionário". Porque nascem na casta errada. Porque há destinos que não se mudam mas nós gostaríamos que mudassem como na magia de uma sala de cinema.

A cena final faz tudo o resto fazer sentido... porque (como já escrevi), este não é um feel-good movie!

Cristina disse...

Abobrinha, por isso é que é cinema. Eu compreendo tudo isso. Acredita que sim. E nem sequer discuto. Mas ainda não mudei a minha opinião.

Talvez, quando voltar a ver o filme, com outra sensibilidade, mude a minha opinião... mas, por agora, mantenho o meu 'não gostei a cena final da dança'.

Sadeek disse...

Ainda bem, ó Cristina, que tu não és daquelas que conta os filmes (finais incluídos)senão ia ver o filme com outros olhos...HAHAHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOO

joao disse...

Vi esse grande filme ontem, brutal mesmo, uma linda historia de amor, bem entregue o Oscar...
beijos e boas postagens

mik@ disse...

ainda nao vi mas já prometeram emprestar me o dvd :) tambem quero esperar pela companhia ;)
bjinhos


p.s. quando te der a furia das limpezas avisa-me que te levo o meu carro. este pó tira-me do sério... é impossivel te-lo limpo

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger