10 de janeiro de 2009

Sou uma fácil...

Hoje, despi-me à frente de um homem. E, ao contrário do que pensam, EU é que paguei! Damn!!

E este foi o segundo episódio da minha saga nos consultórios médicos. Num espaço inferior a 24 horas larguei 110 euros e nem chorei. Comportei-me ali como uma mulherzinha. E tive a confirmação que sou estupidamente saudável (e o doutor do dia anterior deixou-me a ouvir bem!!)

Mas o que me traz aqui é a descrição da minha epopeia de ontem após o teatro e o chocolate quente no melhor bar de Leiria (Alinhavar, Alinhavar, Alinhavar, Alinhavar...).

Chego a casa, estaciono o meu 'Star-mobile', dirijo-me à porta de chave em riste, insiro-a na ranhura e tento rodar.E ela não roda. Olho para o relógio... 1h20. Repito a operação, porque a porta, às vezes, tem vontade própria. Nada. Começo a preocupar-me. Lembro-me: "a minha mãe esteve a tirar os enfeites de Natal da varanda. Deixou a p**a da chave por dentro". Ding ding ding... a sua resposta é: CERTA!!

Prossigo para a cena típica de Romeu e Julieta: mandar pedrinhas à janela da mãe, porque o telemóvel está... isso mesmo... desligado! NADA! Vou bater à porta! NADA! Tocar à campainha! NADA. Olho para o relógio: 1h56. (aiocaralhinho)

Solução radical: vou telefonar para casa. Alguém tem de acordar. Uma vez. Toca mais três vezes. Ninguém acorda (seráquetomaramcomprimidos? aiocaralhinho). Até que pressinto movimentações. O gato começa a miar como se o estivessem a esganar. A minha mãe acende a luz. Vai ao telefone. Eu desligo e bato à janela desesperada: "MÃEEEEE, sou eu!! Estou a morrer de frio e deixaste a porcaria da chave por dentro!!". Chego ao quarto. Quentinho! O meu pai acorda! (sóagora,sôpolícia?!agoranãopreciso). Enfio-me na cama e durmo! Ahhhh... e sonho com o dia em que tenho a minha própria casa. A alegria! O júbilo! O paraíso!

10 estrelinhas:

Ângela disse...

Tenho uma sorte "docaralhinho": a minha porta de entrada (ou de saída) abre mesmo com a outra chave por dentro!! E esta hein?
Durante a madrugada dá um jeito do caraças ;)

Cristina disse...

E achas bem dizeres isso?! Hein??? Eu é que rapei frio, porque as minhas "belas adormecidas" estavam a dormir!! Brrrrr...

Beijufa ;)

SmS disse...

ahahahah

ja aconteceu o mesmo ca em casa...mas eu é q n acordei e o rapaz foi dormir fora

:)

Nuno disse...

Ah ah ah ah!!! Fartei-me de rir Cristina!!! =D

Há coisa de uns mesitos atrás também estava a ver que tinha que dormir fora de casa. Mas a razão foi que eu tinha emprestado as minhas chaves e, quando cheguei a casa, ninguém me abria a porta! Raisparta o sono pesado...

Beijitos,
Nuno.

Cristina disse...

SMS, eu não tinha onde pedir asilo político... snifff sniff ;)

Nuno, garanto-te que não teve piada nenhuma. E ainda por cima estas temperaturas primaveris dão cabo de mim ;)

Beijinhooooss

Abobrinha disse...

Cristina

O que é que tinhas no ouvido afinal? Ainda bem que estás saudável: isso preparou-te para a sessão de congelamento!

Paulo disse...

lol
todinha! não deve ter sido fácil com o frio que devia estar (ainda ficavas novamente sem ouvido) e sobretudo com tantas estratégias e nenhuma sem funcionar. já viste, o gato até te ajudou! invejo pessoas assim com o sono ferrado. normalmente, tenho o sono ferrado :))

abraço

Charmoso disse...

Eu bem que devia de ter ido para médico, humpft..

lol

bjs

Cor do Sol disse...

Ja me aconteceu tantas vezes. A sorte é que temos um andar em cima que não é utilizado, uma especie de quarto escritório que só uso quando ninguém se digna a abrir a porta.lol.

Sadeek disse...

"Ai o caralhinho"?!?! Ai o vernáculo....é o que dão as más companhias...AHAHAHAHA

Ah...e se era para te dizer que estavas boa...eu fazia a coisa mais barata...AHAHHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOO

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger