8 de junho de 2007

E quando...

conhecemos uma pessoa e parece que somos amigos há eternidades? E quando uma pessoa que já conhecemos há imensos anos nos desilude tanto que parece que já nem a conhecemos?

16 estrelinhas:

Francisco disse...

Não são os outros que nos desiludem, mas sim nós que nos iludimos com os outros.

Jardim Proibido disse...

São situações que nos fazem reflectir...
Uma pelo lado positivo, outra pelo lado negativo.

Ele há horas assim... disse...

Isso são coisas que nos acontecem a todos ao longo da vida...
Eu próprio já tive grandes desilusões com algumas pessoas e surpresas bem agradáveis com outras.
Mas mau, mau, é teres, em relação a uma determinada pessoa, estes dois sentimentos contraditórios, em momentos diferentes. Isso tb já me aconteceu.
Concordo com o francisco...nós próprios criamos uma determinada ideia e ilusão sobre determinada pessoa e, ao final de algum tempo somos obrigados a admitir que afinal a imagem que tínhamos era a que nós queríamos que fosse a real...
Espero, sinceramente, que tenhas muito mais surpresas agradáveis do que desilusões ao longo da tua vida...
Beijinho

Moinante disse...

Acontece , por vezes acontece .
Mas deixa , tal como o vento ao passar arrasta as folhas de uma árvore deixando as mais resistentes , " as boas " ,a vida também é assim , o vento que os trás também os leva ...por ventura esse vento endiabrado deixou um , é porque é bom . Mais vale um bom , que uma mão cheia deles sem valor .


Um doce beijo , bom fim de semana .

Anónimo disse...

Costumo dizer que em matéria de "Pessoas" o melhor mesmo é não criarmos expectativas. Assim não os iludimos e nem nos desiludimos ;-). Já tive grandes surpresas e grandes dissabores, portanto, falo pelo que já senti e vivi. Mas, a vida é feita de desafios, e conhecer pessoas é antes de mais um excelente desafio. Fica depois, e à parte, a nossa capacidade de aprendermos com as desilusões e supresas "algo" que nos torne a nós bem mais fortes. Um beijinho Cris e bom fim-de-semana!
Carla Rodrigues, Sophies&CO

pe.cl disse...

Passei para pedir desculpa por esta ausência, mas são coisas da vida que me escolheu.
Quanto ao teu post concordo plenamente com o Francisco.
Bom fim de semana e beijinhos no coração.

bagaco amarelo disse...

Quando é assim também fazemos parte do processo. Às vezes até nos enganamos nessa análise... ;)

Jardim Proibido disse...

Bom fim-de-semana pra ti também.

Beijinho.

Cristina disse...

Francisco... também se poderá ver as coisas por esse prisma. Nunca chegamos a conhecer verdadeiramente as pessoas, mesmo após vários anos de convivência.

Jardim Proibido, tens razão. Mas, como qualquer pessoa, preferia não ter experimentado a parte negativa.

Horas, também já tive outras experiências do género, mas sou e serei uma eterna optimista. Para mim todos são boa gente até que se prove o contrário.

Moinante, gostei da analogia. Faz sentido.

Carla, mais uma vez, obrigada pela visita. Realmente, as minhas últimas semanas têm sido recheadas de lições. Tiro algum ensinamento? Pois claro que tiro, mas evitar criar expectativas é que é mais complicado.

Pe. Cl, nada há a desculpar. Eu sei o que são semanas de trabalho comlicadas. Mas desde que se façam as coisas com o coração... como eu sei que faz! ;)

Bagaço Amarelo, bem-vindo ao meu "estaminé". Tens toda a razão... se me desiludi, foi porque me deixei envolver anteriormente. Mas já deves andar farto de coisas complicadas... :)

Bom fim-de-semana a todos... Beijinhos grandes!!

gastao disse...

As páginas da vida estão cheias de surpresas... há capitúlos de alegria, mas tambem de tristeza e desilusão. Há mistérios e fantasias, sofrimnentos e decepções. Não rasgues páginas, nem saltes capitulos,. não te apresses a descobrir mistérios. não percas as esperanças, pois muitos são os finais felizes... e nunca te esqueças do principal: No livro da vida o autor és tu! Sê feliz! faz alguém feliz! Beijos

mtheman disse...

comment atrasado :)

às vezes são precisas algumas desilusões para sabermos dar verdadeiro valor às coisas boas...

bom fim de semana :)

Estrela disse...

Isso aconteceu-me com o Pai Natal... fiquei tremendamente desiludido.

Nós a escrevermos cartas ao gordo barbudo e pedofilo e o gajo nunca nos trazia o que pediamos, às tantas o nosso pai ou mae diz-nos a verdade... que ele foi para as Bahamas reformado cheio de guito de tantos anuncios que fez à coca cola e marimbou-se nos miudos.

Ha coisas que me revoltam...

Luis disse...

E quando separamos as coisas? Não têm outro sentido?

;)

veritas disse...

Olá Cristina:

Sim, a vida tem disso tudo, e é assim que nós vamos evoluindo e consolidando os nossos valores...

Bjs. Passa um excelente domingo.

Cristina disse...

Gastão, isso nunca! Fiz (e continuo a fazer) disparates, mas é com os erros que aprendemos.

Mtheman, pois... tens razão!

Estrela, para ti tenho um grande LOL. Só mesmo tu para te lembrares dessa. Ainda me lembro do fatídico dia em que o Coelhinho da Páscoa me disse, friamente, que o Pai Natal não existia. Um dia trágico... obrigada pela visita ;)

Luís, completamente! Foi, também a pensar um pouquinho em ti, que escrevi isto!

Veritas, sem sombra de dúvida.

Bom resto de fim-de-semana a todos. Beijinhos grandes

Alexandre disse...

Já me aconteceu algumas vezes uma situação e outra, especialmente a primeira. Mas as coisas quando começam com muita intensidade (pelo menos comigo) também podem vir a esmorecer ao fim de pouco tempo.

O que eu acho mais piada e já me tem acontecido são pessoas que no princípio nem sequer penso que nos poderemos aproximar um dia e de repente num belo dia descubro que essa pessoa é super interessante e que eu nem tinha reparado bem...

É sempre bom quando descobrimos coisas novas nos outros, coisas que nos agradem, claro!!!

Beijinhos e boa semana também!!!

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger