10 de junho de 2007

E quando... (II)

atendemos o telemóvel, do outro lado nos dizem "Estás boa?" e, imediatamente, reconhecemos a voz da nossa melhor amiga de infância com quem já não falamos há mais de 10 anos? E quando, em questão de milésimos de segundo, essa mesma infância nos passa à frente dos olhos, sentimos um calor na barriga, vontade de choramingar e querer estar, naquele momento, lá, onde ela está? E quando sabemos que ela pensa exactamente a mesma coisa? E quando nos apercebemos que, por mais anos que passem, aquela ligação nunca vai morrer?

Será isto um momento de felicidade? Acho que sim...

11 estrelinhas:

Ele há horas assim... disse...

São tão bons esses momentos, não são???
Ainda bem que tiveste um momento desses...
Beijinho

Dark Blue disse...

E quando lemos num blog algo que nos trás a nostálgia de tempos felizes e menos felizes já passados?

Deixaste-me com uma vontade enorme de agarrar no telefone e ligar para os meus amigos de infancia, se não fosse a hora...

Fica Bem!

gastao disse...

Um bom amigo nunca se esquece! È como andar de bicicleta! Rrss

Jardim Proibido disse...

É capaz de ser...
Lá está! Só mais tarde percebemos como fomos felizes há anos atrás...

Beijinho.

Cristina disse...

Horas... simplesmente deliciosos. E acreditas que consegui reconhecê-la apenas com um "'Tás boa?"?? A voz dela sempre ecoou sempre na minha mente.

Dark Blue, obrigada pela visita e pelo elogio. Esperaste por melhores horas? :)

Gastão, aprendi a andar de bicicleta já tarde, mas sim, nunca se esquece!

Jardim Proibido, lá está... tens razão. A minha vida tem um fio condutor.

Jade disse...

Infelizmente perdi o contacto com muitas das minhas amigas de infância e com aquelas que vejo de quando em quando perdi o elo de ligação, não sei se por culpa minha ou delas. Mas é bom uma pessoa sentir-se assim... acho eu.
Beijos!

Cristina disse...

Jade, a mim aconteceu-me exactamente o mesmo. A última vez que me lembro de ter tido notícias dela foi num Natal, em que devíamos ter uns 10 anos (ou menos), em que me enviou um postal. E nada mais... até domingo!! :)

Anónimo disse...

Tenho, de facto, grandes Amigas que ainda são da minha infância, ouse seja, há 30 anos que nos conhecemos. O carinho o mesmo de sempre e o respeito também. São estes sentimentos simples que definem a Amizade. Ainda bem ;-).

Bjs, CR, Sophies&CO

Isabel disse...

A amizade é a maior riqueza que alguém pode ter; mas, para ter amigos é preciso humildade e lealdade o que, pelas tuas palavras, tenho a certeza não te faltar.

Bjt

Dark Blue disse...

Não, de facto não fiz, a hora era tardia.

Uma vez perguntaram-me -Vocês eram tão amigos e passam-se anos sem se falarem. A minha resposta foi que continuamos a ser os melhores amigos do mundo, não nos falamos durante meses a fio mas sabemos que eles estão lá e sempre que um de nós precisa dos outros, largamos tudo e mais alguma coisa a corremos em seu socorro. O que aliás já aconteceu algumas vezes.

Quando a amizade é assim tão grande não precisa de ser adubada por encontros e conversas frequentes basta sabermos que eles existem para sentirmos um calor na alma.

Fica Bem!

Cristina disse...

CR, acima de tudo um imenso carinho. Saber que, por muitos anos que passem, aquela pessoa está ali. E que tem sempre um cantinho especial, guardado no coração.

Isabel, obrigada pelas tuas palavras.

Dark Blue, é isso mesmo que sinto: um calor na alma!

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger