12 de outubro de 2009

O dia em que perdi 33,33% de motivação para ir trabalhar

O dia 11 de Outubro vai ficar marcado na minha memória não só pela mudança política verificada no concelho de Leiria, desde o 25 de Abril de 1974, como também pelo 'adeus' do meu chefe de redacção, director-adjunto e, principalmente, amigo.

Andou a 'aguentar' algumas semanas até nos revelar que ia deixar de ser nosso chefe. Os meus colegas manifestaram-se, reclamaram e insurgiram-se. Fiquei calada. A minha vontade resumia-se a largar-me numa choradeira. Não só porque tenho uma torneira ao pé dos olhos, mas porque o JPS tornou-se o meu "aliado histórico". Passo 10h do meu dia ao lado dele. As piadas e a empatia tornaram-se tão naturais como ter sede ou fome.

Dentro daquelas paredes que fazem o meu DL Times, dou-me lindamente com três pessoas. E acabei de perder 33,33% de vontade de me levantar da cama para ir trabalhar. Serão 66% suficientes?

Música que me acompanha: Misery Inc - No excuse for Weakness

5 estrelinhas:

sessaoexperimental disse...

isso explica muita coisa....

como te compreendo, ao longo destes anos dei-me com uma mão cheia de colegas....mais de metade já foram embora...custa sempre...

NI disse...

Ao fim de dezasseis anos perdi od meus colegas de trabalho, o meu local de trabalho e a área em que trabalhava.

Adaptei-me. Tu também. É uma das poucas virtudes de sermos peixes :)

Sadeek disse...

Tem de ser amiga...tem de ser suficiente! Pelo menos até a CNN te vir buscar... ;)

Pode ser que quem venha seja pelo menos tão boa gente como o outro que agora abalou...

BEIJOOOOOOOOOOOOO

Luis Carvalho disse...

Tudo vai normalizar. A vida é composta por mudança... E olha pelo lado positivo, ainda tens mais de metade da motivação para ires trabalhar :)

Metade de MeioLitro disse...

Um Dia vais ser tu a partir em busca de um novo desafio, um novo projecto, ou simplesmente de voar mais alto, e aí, é certo que que ficar para trás vai sentir exactamente o mesmo que sentes agora.

Esse 1/3 que dizes perder, no fundo, não é uma perda, é uma alteração de motivo.

A vida laboral é cada vez mais volátil, as pessoas passam e as empresas permanecem...

Força aí...

Força aí...

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger