18 de agosto de 2008

Sim, também falo dos JO

Sim, Speeder, também tenho uma opinião formada sobre os Jogos Olímpicos. Mas, infelizmente, bate com politiquices e odeio mexer em assuntos que me irritam.

Fomos para Pequim com a confiança em alta. Que íamos chegar, ver e vencer... não me chateia por um segundo sequer estes níveis de confiança. Acho muito bem que os atletas se sintam prontos para enfrentar qualquer adversário. Mas, o nosso governo "esquece-se" de os apoiar devidamente. Já toquei no assunto quando o Nélson Évora foi campeão europeu de triplo salto.

O Arnaldo Abrantes, que competiu nos 200 metros, foi eliminado, por ter bloqueado ao ver o "Ninho de Pássaro" cheio. Não me surpreende. Nem me choca. Nem sequer lhe aponto o dedo, porque conheço a realidade no atletismo português. Muitos treinadores de sofá rasgam as piores críticas: falam da atribuição de bolsas, dos critérios de selecção e duvidam das capacidades destes homens e mulheres que gastam dinheiros dos seus próprios bolsos em nome do amor que sentem pela prática do atletismo.

O Arnaldo Abrantes é estudante de medicina, de 3.º ano; não é profissional como um Phelps! O Nélson Évora é estudante de marketing! A Vânia Silva é professora. E infelizmente, não podem dedicar-se como gostariam, inteiramente, ao atletismo.

Chateia-me, sim, que senhores como o Laurentino Dias venham depois dizer que a medalha de prata da Vanessa Fernandes é "dopping positivo". Chateia-me que metam nos píncaros os vencedores e se esqueçam dos vencidos. E é por isto que não falo de grandes competições, como os Jogos Olímpicos: porque me irrito facilmente com a hipocrisia.

(editado a 19-08-2008) Ahhhh... e esquecia-me de outra coisa: o Marco Fortes foi eliminado. Antes de mais, conheço-o pessoalmente, e apesar de ter aquele tamanhão todo, é super-simpático e muito brincalhão. Teve vários problemas de adaptação ao fuso horário: não conseguia dormir e tinha fome, durante a noite, treinava-se com sono e cansado, durante o dia. No momento em que terminou a sua participação nos JO disse que só lhe apetecia estar na "caminha", de pernas esticadas. Fora de contexto, parece desculpa de mau pagador, mas esse problema dele foi noticiado. Mas o portuguesinho só quer saber de vitórias e anda a cruxificar o rapaz. Não há paciência que aguente

13 estrelinhas:

Lua disse...

Permite-me que assine por baixo... Não podia concordar mais contigo! Cambada de *********!

*

Sadeek disse...

Acalme-se senhora...acalme-se...AHAHAH...

Pois eu estou contigo...pedem resultados aos nossos como se lhes dessem as mesmas condições que dão aos outros....

Ali está a nata do desporto...o que esperavam!??!

Infraestruturas e política desportiva precisam-se... ;)

BEIJOOOOOOOOOOOOOOO

mtheman disse...

eu acho perfeitamente normal esta "loucura" com quem ganha e o relativo "esquecimento" votado aos vencidos...

ainda para mais numa participação cheia de expectativas que tem roçado a mediocridade...

não gosto é da colagem política do palhaço do laurentino a um resultado positivo... marketing político no seu "melhor"...

mik@ disse...

ola
ate fiquei um bocado irritada, nao ctg claro, mas com o assunto.
essa mentalidade tipica é irritante. neste país não se consegue ser nada por inteiro, as pessoas desdobram-se e fazem 2 coisas ao mesmo tempo.
não são apenas atletas mas tem outras profissoes e conciliam tudo. enfim...
bjos

Speeder_76 disse...

Concordo plenamente com o que dizes. E acresento ainda mais uma acha para a fogueira: o tratamento que certa imprensa dá a alguns atletas.


O que me revolta é o discurso que eles têm, julgando que lá porque mandamos alguém, essa pessoa é automaticamente candidata à medalha, só porque é, vamos supor, o 20º no ranking mundial. Isso só demonstra ignorância.


Por acaso acompanham-nos nos restantes três anos e onze meses? Mandam alguém para, vamos supor, o campeonato da Europa de canoagem? Demonstram não só ignorância (sim, fora do futebol são uns ignorantes, e acredita, conheço aquela gente toda! - e tu também...) Se os acompanhasse, se denunciasse as condições que os atletas passam (é ou não é verdade que o Nelson não tirou um ano do curso para se preparar a cem por cento para isto?)


Julgam que ainda estamos no tempo do amadorismo... e depois, aturamos as críticas dos "desportistas de sofá"! Adorava que no final fizessemos a melhor marca de sempre...

STP disse...

Tal como o Arnaldo, muitos outros estudantes de medicina são-no por terem atingido estatuto de alta competição. Ele não ganhou uma medalha, mas já é um incentivo. Não é o melhor curso para co-existir com o que quer que seja, no entanto...
Mas acho bem que queiram fazer mais da vida... mesmo com todas as condições, não há medalhas para todos!

Nuno disse...

Acerca das prestações abaixo do esperado pelos atletas portugueses, a verdade é que me parece que eles não se esforçam ao máximo! Quando ficam longe das melhores marcas que já conseguiram, a conclusão a que chego é que não deram o seu melhor. E desculpa lá, mas as declarações desse Marco Fortes são, no mínimo, ridículas! "Cheguei à conclusão que de manhã estou bem é na caminha!"!!! Isto é ser-se profissional e responsável?! Por amor de Deus, isto é patético!

Beijitos,
Nuno.

mtheman disse...

hummm não conheço o rapazinho que queria caminha...

ouvi as declarações dele e ele não se refere a problemas de fusos horários... ele afirma claramente que lançar de manhã é complicado e que chegou à conclusão que de manhã só está bem é na caminha...

por muito brincalhão que seja, é uma falta de profissionalismo e de respeito quando diz uma coisa daquelas...

Cristina disse...

A todos:

esta é realmente uma situação que se pode ver como uma faca de dois gumes. Há muito mais envolvido do que uma simples opinião. Se se fosse a falar de tudo o que está por trás de uma participação nos JO, nunca mais daqui saíamos.

Nuno e Mtheman, não discuto a infelicidade na escolha das palavras. O Marco podia efectivamente ter escolhido outra forma de dizer o que disse. A verdade é que teve problemas de adaptação e esquceu-se de o referir. A frio, sim, concordo que pode ser visto como falta de profissionalismo, mas sei que há um contexto e por isso não critiquei.

Speeder_76 disse...

Li o que tu falaste acerca do Marco, e tens razão: estás a ver alguém a falar da adaptação ao fuso horário? Por acaso tinha lido isso uns dias antes do lançamento dele, no jornal "A Bola", e fiquei com a sensação de que isto não iria correr bem...

E quanto às críticas às declarações dele? Como dizes, é falta de conhecimento dos outros, e falta de tacto dele. Se são os seus primeiros Jogos, espero que ele aprenda.

Miguel F. Carvalho disse...

a verdade é que algumas desculpas soaram a ridículas!!!

A Vânia Silva disse que não tinha perfil para grandes competições... Para quê então ser atleta de alta competição?

e é lógico que não podemos comparar nenhum atleta com o Phelps!! nem nós nem nenhum outro país!!

Nuno disse...

Cristina, é evidente que os comentários dos atletas foram feitos dentro de um determinado contexto e que, deslocados desse contexto, possam soar bastante mal. Toda a gente (tu mais do que qualquer um de nós) sabe como funciona a comunicação social e quanto é que pode lucrar com uma boa "novela".

Segundo notícias que ouvi hoje na televisão, o Estado deu os maiores apoios de sempre para estes Jogos Olímpicos. Estão envolvidos milhões de euros e o mínimo que se exigia era responsabilidade e profissionalismo por parte dos atletas e isso parece não ter havido! Acho que estes jogos foram um falhanço autêntico.

Beijinhos,
Nuno.

Cátia disse...

Eu já nem digo nada! O meu blog em relação ao assunto Jogos Olímpicos abstém-se! :p

beijinho*

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger