14 de agosto de 2008

Estado: de tranquilidade

ATENÇÃO: perigo eminente de post sério!

Acho que atingi um novo patamar. Às vezes, dou por mim a pensar em situações que vivi e penso que, embora não me arrependa de nada que fiz, talvez, fizesse tudo de forma diferente.

Tento imaginar como seria se em vez de ter virado para esquerda, tivesse virado à direita. Mas depois... depois, páro. Não posso fazer do resto da minha existência um eterno "e se...". Não vale a pena matutar no que passou. Já foi, já passou, já era...

Não posso - nem devo - restringir as minhas acções presentes e futuras por causa de erros do passado. No início das minhas "férias" das lides bloguísticas, tive uma situação delicada em mãos. Pesei "prós" e "contras". Meditei. Tentei encontrar antecedentes. Chorei (muito!). Tentei aligeirar as coisas. Conversei com a outra parte. A situação foi resolvida. Não vale a pena entrar em detalhes - é um daqueles casos muito especiais em que a minha vida não tem de estar escarrapachada numa página da internet. O que importa é o desfecho positivo. Ponto final.

Estou de novo em forma. Pronta para a loucura do dia-a-dia.

13 estrelinhas:

mik@ disse...

ola
olha eu quando me ponho com esses pensamentos até tenho medo... é perigoso, mais vale tar sossegada :)
ainda bem que tas bem :)

bjinhos


p.s: axnifff quero voltar pa leiria... pra civilização, com gente decente

NI disse...

Ainda bem que teve um desfecho positivo.


Bjs

Speeder_76 disse...

Pois, eu estou como a Ni: as coisas acabaram a bem, ao menos!

Bombocaa disse...

E tudo está bem quando acaba bem
:)

eremita disse...

Esse "tranquilidade" já é vício de conversa de jornalista desportiva? :P

Djinn disse...

Tens toda a razao nem tudo tem q ser totalmente partilhado...mas ainda bem que tudo se encontra bem!

Cristina disse...

Mik@, eu... depende! Mas se isso significar o meu bem-estar mental, que se lixe! Quando voltares a Leiria, vamos beber um cafézinho??? Eu ofereço :)

Ni, não podia ser tudo mau :)

Speeder, nem eu mereço a tortura. Não sou assim tão má pessoa :)

Bombocaa, that's right ;)

Eremita, hahahaha... por acaso, não me lembrava dessa. Mas pode ser ;)

Djinn, há aquele limitezinho ténue entre o que pode ser ou não publicado... e não convém passar essa linha :)

Beijoooossss

Lu disse...

Cris, é bom quando conseguimos conversar e resolver os nossos problemas.È bom também quando nos encontramos nesse estado de tranquilidade.
Um beijinho

Blue_@ngel disse...

Realmente, não vale a pena detalhar as coisas desnecessariamente.
Um grande beijinho. :-)

Cristina disse...

Lu, sem dúvida. E sabe tão bem, conseguir dormir descansada :)

Blue, pois claro. Estaria a envolver pessoas que preferem a discrição.

Beijoooosss

O pensador disse...

A seguir ao entusiasmo do "Estou de novo em forma e pronta para a loucura do dia-a-dia" só mesmo uma escorregadela numa casca de banana abandonada na rua, para que este momento pudesse ganhar um sentido verdadeiramente imortal...

:-))))

(Ps: Ai que mauzinho....)

Cristina disse...

Pensador, que maldade, pá!! :D

Beijoooosss

Francisco disse...

O que importa mesmo é que a vida continue... Um desfecho é sempre um recomeço. A "outra parte" recomeçará também, mesmo que demore apenasmais do que algumas horas. The show must go on, mesmo que seja a escorregar pelas "cascas de banana" da vida.

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger