2 de fevereiro de 2007

IVG

Sou católica e vou votar "sim"... o voto é secreto, bem sei, mas nada tenho a esconder e assumo os meus actos. Nunca escondi nada e não vai ser agora que vou começar. Porquê iniciar assim o post de hoje? Ouvi na rádio uma notícia que me deixou de queixo caído... alguns padres ameaçaram de excomunhão os fiéis que votassem a favor da despenalização do aborto.

É impressão minha ou esta será talvez a mais parva ameaça de todos os tempos? Será que esses padres ainda não se aperceberam que a Igreja Católica está, progressivamente, a perder a influência que tinha em tempos idos? Vou parar ao Inferno se votar "sim"? Vou deixar de ser boa pessoa se votar "sim"?

O que me chateia no meio de toda esta questão são os falsos moralismos. Existem pessoas que são pessoas extremamente activas nas suas Paróquias: pertencem ao coro da Igreja, dão catequese, fazem cursos de Cristandade... mas falam mal da vizinha, cochicham a roupa desta ou daquela durante a Eucaristia, não ajudam um triste que lhes peça auxílio na rua e vão votar "não"... merecem essas pessoas comungar durante a Eucaristia Dominical? E eu não... ok! Não pretendo, de forma alguma, dizer que sou melhor pessoa que o sr. Fulano ou a sra. Sicrana, mas assumo a minha condição de humana... de pessoa falível... mas com ideias próprias. E se tiver de ir parar ao Inferno e ser expulsa da comunidade cristã por votar "sim", serei... mas de consciência tranquila.

Tinha prometido a mim mesma que não ia falar sobre este assunto no blog, mas há coisas tão ridículas que tive de ser infiel a mim mesma e abordar o tema.

5 estrelinhas:

Alexandre disse...

Cristina, para completares a tua opinião dá uma olhada no blog Estados Gerais do JA Mostardinha(tem link no meu blog) onde está um texto de um padre a favor do aborto.

Sáo critérios e opiniões que esclarecem as coisas. Como cristão tb sou contra, mas socialmente há infelizmente situações aberrantes que merecem alguma ponderação.

Beijokas e espero que esteja tudo bem contigo!!!!

Klatuu o embuçado disse...

É caso para dizer «Deus a abençoe!»

veritas disse...

Cristina:

Constato que ainda muito neste país vive à sombra do salazarismo, haja pachorra! Não será essa ameaça de excomunhão uma espécie de censura ditatorial, uma sombra da PIDE?

Bjs.

k[at]chume disse...

Também sou católico, mas vou votar NÃO. Porquê? Não me quero estender muito, porque sinceramente estou farto de tanto debate. O importante é que cada um vote em consciência. A minha diz-me para votar NÃO.

Ambos os lados são contra aborto e penalização da mulher (ponto). Ora, se o principal objectivo do referendo, segundo Sócrates e seus pares, é despenalizar/descriminalizar a mulher, não havia necessidade de um referendo. Há alterações que se podem fazer à lei. Na minha óptica, “sim” é caminhar no sentido da desresponsabilização e de um “novo” método contraceptivo legal…

Uma vez que o Estado me quer ir ao bolso, prefiro que o faça incentivando e apoiando as mulheres com gravidezes de risco e/ou solteiras, no sentido de acolherem as crianças ou, por outro lado, darem-nas para adopção (além de combater a baixa natalidade que se verifica em Portugal e que o próprio Sócrates já lamentou – politica contraditória – promoveria e agilizaria a adopção por casais inférteis, por exemplo). Mas não, nem isso faz! Também não é de estranhar, das mais de 60 instituições que acolhem a mães solteiras e apoiam gravidezes de risco, ZERO são do Estado. Praticamente todas são da Igreja, institutos religiosos…

Por falar em Igreja, e se estás mesmo decidida nesse sentido de voto, fica sabendo que Deus te ama como tu és – a maior descoberta que fiz até hoje! Faças o que tu fizeres… Porque te ama, faz-te livre. Agora o uso que fazes dessa liberdade, acarreta consequências… O eventual “mau uso” serve para, por vezes, nos darmos conta que somos limitados, fragéis. E é aos débeis que a Igreja tem dado particular atenção, por isso, defende a vida; por isso, é contra o aborto, porque, tão ou mais importante que a mulher, é o que está no seu seio, em crescimento, que não se pode defender.

Gostei de partilhar estas linhas contigo (qual José Gabriel Quatesma :)…).

Cristina disse...

Só para pôr um ponto final, neste tema, finalmente acaba hoje a campanha.

Obrigada pelos vossos comentários!

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger