22 de fevereiro de 2007

Diário de nascimento da pequena criatura...

O que vos vou contar passou-se há muito muito tempo, num planeta longínquo. O dia... não se sabe ao certo qual era o dia, pensa-se que, em tempo terrestre, terá sido a 23 de Fevereiro de 1983.

Eram 2 horas da manhã, e uma mulher acorda... suores frios e algumas dores. Estava grávida e aquela sensação era completamente nova para a jovem mulher. Uma mulher linda e de grande coragem. Ao seu lado, dormia tranquilamente o esposo... um homem de tez morena e de cabelos negros. Ela acorda-o. Pede-lhe que telefone a um médico. Ele, despreocupado, responde que é tarde.

A mulher levanta-se. Telefona a um médico. Resposta do doutot "Isto não são horas de ninguém nascer!". Chama-se a ambulância e a mulher é transportada para a maternidade. Ninguém ousava pensar no terror que se avizinhava.


Às 3 horas da madrugada, o médico encontra-se junto da mulher, observando a situação. Manda-a descansar. A criança nunca nasceria antes das 12 horas. Algumas horas depois... o médico regressa à maternidade, antes de entrar no Hospital onde iniciaria as suas funções, para acompanhar a evolução daquela mulher.

A pequena criatura estava a nascer... o terror instalou-se. Ninguém estava preparado para aquele momento! A criaturinha espreitava todo o aparato gerado à sua volta, e, no seu interior, ria a bom rir! Até que 15 minutos depois... tudo sossega. Aquele pequeno ser estava, finalmente, liberto.


É entregue à mãe. Cansada do esforço, a pobre mulher não sabia o que a esperava nos anos seguintes ao nascimento daquela figura pequena, cabeluda, de olhos fechados e uns pulmões incríveis.

Não se sabe ao certo quanto tempo aquele pesadelo atormentou a família. Sabe-se, contudo, que a monstrinha cresceu e que, neste momento, me pediu para transmitir estas palavras:


Obrigada, mamã e papá!

12 estrelinhas:

FPM disse...

Acerca do nascimento da "monstrinha": Um pequeno passo para o Homem, um grande passo para a Humanidade. :)

Parabéns Cristina. Os teus papás são verdadeiros artistas.

Ângela disse...

Parabéns criaturinha!! :D
Que contes muitos ;)
E parabéns também aos papás ;)

****

Delfim Peixoto disse...

Bem, cheguei assim meio confundido, mas acho que valeu a pena, pelo que ki aqui!
Parabens a mama ao papá e a ti, porque lutaste para nascer, não?

Marlene Maravilha disse...

Olá, entrei aqui acreditando que seria uma outra cristina amiga minha de blog. Mas jamais deixaria de parabenizar-te pelo aniversário!
"Com Deus a teu lado, um novo porvir, que a vida te seja, um eterno sorrir."
Viva a Cristina!!!
beijos brasileiros

Alex disse...

E o dia como correu hoje já com 24 aninhos, hein?

Beijokinhas muito especiais! A história das tuas primeiras horas está fantástica... até parece que estavas lá... quer dizer, estavas mesmo mas não te lembras, hehehe.

Beijokasssssssssssssss!!!!!!!!!
Super parabéns para todos os dias a seguir!

Claudio López Iscafre disse...

Hola!! pase a descubrirte y vi tu post!! Mi hermana se llama Monica y nacio el mismo año que vos, me recordó a ella!
Besos desde Baires

Afonso disse...

Descobri agora este blog e gostei bastante.
Espero que continue assim!

Bom resto de Domingo

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“ Somos a ponte para a eternidade,
Formando um arco sobre o mar,
Procurando aventuras para nosso regozijo,
Vivendo mistérios, optando por calamidades,
Triunfos, desafios, apostas impossíveis,
Pondo-nos à prova uma e outra vez,
Aprendendo amar.”
Excerto de “Richard Bach”

É com esta força que renasço todos os dias, para continuar a minha caminhada...
Espero que gostem deste pequeno presente.
Beijinhos, que a escrita nos una!
Conceição Bernardino
25-02-07
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

El Chino disse...

que linda niña, seguro que la mama es muy guapa =D

Moinante disse...

Navegando por aí , em busca de novos mundos , tentanto deixar em cada porto um amigo ...

Hannah disse...

PARABÉNS!!!

Bjinhos :D

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“Não quero honras.
Não pretendo ser líder.
Quero apenas partilhar o que encontrei
E mostrar esses novos horizontes”
Texto escrito por Fernão Capelo Gaivota

Como podemos nós suportar tanta miséria à nossa volta, sinto-me impotente, escrevo para minimizar a dor destes inocentes. Mas será que consigo?
Conceição Bernardino
Beijinhos
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger