18 de abril de 2007

Digam 33...

Por manifesta falta de tempo, decidi escrever hoje, dia 19 de Abril, um post alusivo ao próximo dia 25 de Abril, dia em que se comemora o 33.º aniversário da Revolução de Abril/ dos Cravos. Confesso que não pensei nas palavras que iria escrever, nem na forma como iria redigir o texto, por isso... perdoem-me qualquer coisa.

Talvez por eu ser uma devoradora de livros, de História, de cultura, não consigo conceber que haja gente que não saiba quem foi António de Oliveira Salazar, Marcello Caetano; que nunca tenha ouvido falar de Salgueiro Maia; que os nomes de Ramalho Eanes ou de Spínola sejam desconhecidos... e estes são os nomes básicos que me vêm à ideia. Acho perfeitamente ridículo que meninos e meninas bem vejam esta data, apenas como mais um feriado, mais um dia em que não se vai à escola, um dia em que se pode dormir mais um pouco...

A culpa não é só deles, é certo! É de toda uma estrutura que se vai desmoronando e que não permite que os jovens adquiram conhecimentos, que considero essenciais, como é a da História contemporânea portuguesa. Confesso que não conheço os actuais programas de História, leccionados nas escolas, mas é descabido que apenas no 9.º ano, a matéria seja mais aprofundada. Será que não temos de ter orgulho no que fomos construindo ao longo dos anos?

Os EUA, na minha opinião, não são exemplo para ninguém, mas vêm-me à cabeça, as festas que são realizadas por ocasião do 4 de Julho - data da sua independência. Em França, a Queda da Bastilha marcou uma viragem na História e é celebrada com pompa e circunstância. Lamentavelmente, em Portugal, o 25 de Abril... data da nossa independência, da conquista da liberdade de um povo inteiro, do surgimento de heróis e figuras ímpares da nossa identidade... como é marcado? Discurso do Presidente, discurso do Primeiro-Ministro, desfile das Forças Armadas e finito.

Serei só eu que me arrepio ao ouvir o "Grândola Vila Morena"? Será que é só a mim que aparece uma lágrima no cantinho do olho, ao ouvir o "E depois do adeus"? Acredito que não serei a única... mas, todos os anos, vejo tão poucas manifestações, que às vezes penso que serei das poucas pessoas que ainda tenta pensar no nosso Portugal se aqueles homens não tivessem tido a coragem que tiveram.


11 estrelinhas:

Ana Margarido disse...

É óbvio que concordo com o teu comentário, relativamente à importância de qualquer português conhecer a história do seu país.

Mas nós já temos um feriado para celebrar a história. É dia 5 de Outubro. Porque teremos de festejar também o 25 de Abril? E se o fazemos, porque não comemoramos também o 25 de Novembro?

Just saying... Mais importante que o festejar, é conhecê-lo e compreendê-lo. De certeza que menos gente votaria no Salazar como Melhor Grande Suprasumo XPTO Português de Sempre.

veritas disse...

Tens razão Cristina. A responsabilidade da ignorância desses meninos e meninas está no sistema de ensino que temos desde o 25 de Abril. Nisso, a revolução ainda não deu frutos.

Bjs. Boa semana.

sonhadora disse...

Salgueiro Maia, a minha eterna gratidão.
Canto porque o amor apetece e nem sempre acontece.
Beijinhos embrulhados em abraços.

João Cordeiro disse...

DESAFIO:

O meu novo livro já tem título. O enigma é saber se alguém acerta, após a leitura da síntese que apresento.
Uma pequena ajuda... a foto... e o texto.
O título está entre "eles"...
O primeiro a acertar, terá como prémio o original devidamente autografado.

João Cordeiro

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Desculpe a minha ausência, mas o que importa é, que estou de volta.
Ofereço-lhe este poema da minha autoria...

Sorriso


Não me lembro de ter nascido,
Não me lembro de ter vivido,
Não me lembro, jamais de alguma coisa
Se não somente, de ter sofrido!
Mas que importa isso agora?
Se sou feliz por ora.
Tenho amigos por todo lado
Os quais eu tanto amo
Os quais eu muito respeito
Sou feliz, por fazer sorrir alguém
Que sofre tanto ou mais do que eu.


Conceição Bernardino

Beijinhos e uma boa semana...
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Alexandre disse...

É importante que pessoas com a tua idade se interessem e conheçam o 25 de Abril. Eu ainda era novo mas de certa maneira vivi-o, e vou postar algo no dia ou na véspera! Foi uma altura minha marcante da minha vida.

Beijinhos. Bom fim-de-semana!

Afonso disse...

Quando oiço sobre o 25 de Abril só me ocorre uma palavra: Obrigado!
Por ele somos livres e muito pouca gente o reconhece. Tenho pena disso.

Até breve . . .

Capitão-Mor disse...

Por acaso é o meu dia de aniversário! :) A este respeito, acredito que devias procurar o filme "Capitães de Abril" da Maria de Medeiros. Ficarias a entender, sem grande esforço todas essas personagens da Revolução.
Bom fim de semana!

Marlene Maravilha disse...

Totalmente de acordo! Eu que sou brasileira conheço bem os nomes e as situações destes homens.
Hoje existe pouca cultura e não se faz nada para conscientizar o jovem normal da sua herança e história.
abraços e bom final de semana!

Afonso disse...

Boa semana . . .

sonhadora disse...

de sonhos é feita a noite.
beijinhos embrulhados em abraços.

 

(c)2009 Estrelices. Based in Wordpress by wpthemesfree Created by Templates for Blogger